Quarta-feira, 21 de agosto de 2019 15:09

Novo vice-presidente do TRF5, des. Lázaro Guimarães toma posse hoje (21); des. Rubens Canuto foi nomeado para o CNJ

Foi no ano de 1994 que o desembargador federal decano do Tribunal Regional Federal da 5ª Região - TRF5, Lázaro Guimarães, ocupou pela primeira vez o cargo de vice-presidente da Corte. Após 25 anos e já perto de completar a sua trajetória no Judiciário Federal, o magistrado volta a exercer a função, tomando posse durante a sessão Plenária de hoje (21), a partir das 14h. Na última quarta-feira (14), Guimarães foi eleito por unanimidade pelo colegiado da Corte para dar continuidade aos trabalhos na Vice-Presidência durante o biênio 2019-2021, em substituição ao desembargador federal Rubens Canuto, que foi nomeado para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O desembargador Rubens Canuto agradeceu ao Pleno e ao presidente do TRF5, desembargador federal Vladimir Carvalho. “Foi uma grande satisfação compor a administração de vossa excelência ao lado do corregedor, desembargador federal Carlos Rebêlo. Tive o prazer de substituí-lo durante o seu mês de férias e tive a grande experiência de administrar esta corte. Foi uma grande satisfação”, afirmou.

O decano comporá novamente a Mesa Diretora do TRF5, ao lado dos desembargadores federais Vladimir Carvalho (presidente) e Carlos Rebêlo (corregedor). Entre as atribuições que competirá ao magistrado na Vice-Presidência estão: decidir sobre a admissibilidade de recurso especial e extraordinário, resolvendo os incidentes que se suscitarem, e dirigir os processos de execução nos feitos de competência originária do Tribunal e nas ações rescisórias extintas sem resolução do mérito ou julgadas improcedentes, bem como respectivos embargos.

Perfil - Natural de Salvador/BA, José Lázaro Alfredo Guimarães é bacharel em Direito pela Universidade Católica de Salvador (1976), bacharel em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (1965) e mestre em Processo Civil pela Universidade Católica de Pernambuco (2006). Integrante do TRF5 desde a sua instalação, em 1989, Guimarães já ocupou vários cargos de direção do Tribunal.