Quinta-feira, 20 de junho de 2019 17:31

Justiça Federal em Alagoas adere ao Projeto Socioambiental Tampinha Legal

 

O juiz federal Felini Wanderley, titular da 14ª Vara Federal e servidores da Secretaria Administrativa da Justiça Federal em Alagoas receberam representantes do Instituto Amor 21, no prédio-sede da Seção Judiciária.  A entidade está trazendo para o Estado, o Projeto Socioambiental Tampinha Legal.

O projeto tem o propósito de incentivar a coleta de tampas de plástico (PET, shampoo, esmalte, detergente, desodorante, pasta de dente, tampinhas das caixas de leite, suco - todas as tampas de materiais resistentes) para ajudar a entidades assistenciais.
.
A Justiça Federal em Alagoas vai aderir ao projeto, por meio de campanhas entre os servidores e durante ações internas, estimulando a coleta entre as varas e setores da Seção Judiciária de Alagoas.

 

Além da Justiça Federal em Alagoas, outras instituições também aderiram à campanha  Tampinha Legal: prefeitura de Maceió, Faculdades Pitágoras, Fat e Unit, supermercado Unicompra, Lavanderia 80 minutos, Parque Shopping, Restaurante Frango Americano e Escola Maple Bear.

 

Segundo o representante do Instituto Amor 21, Antônio Cabral, o projeto surgiu no Rio Grande Sul, a partir da cadeia de plástico, para beneficiar as instituições do terceiro setor. “Lá mais de 30 instituições sobrevivem desse projeto. Eles têm site, e todo o Estado está envolvido. Com a adesão da Justiça Federal aqui, mais uma parceria na causa se forma e a nossa entidade sai ganhando,” explicou ele.

 

Conheça o Instituto Amor 21

 

O objetivo do Instituto AMOR 21 é acolher as famílias, promover troca de experiências entre eles e oferecer orientação do ponto de vista psicológico, afetivo, emocional, físico e cultural. Colaborar para o desenvolvimento das potencialidades, lutar pelos direitos e inclusão das pessoas com Síndrome de Down em todos os espaços sociais. A entidade existe há quatro anos e atualmente é formado por mais de 150 famílias.

 

Autor: Comunicação/JFAL