Sexta-feira, 05 de abril de 2019 09:34

TRF5 tem nova Mesa Diretora para o biênio 2019-2021

Desembargador federal Vladimir Carvalho assumiu a Presidência da Corte

 

Os desembargadores federais do Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 Vladimir Carvalho, Rubens Canuto e Carlos Rebêlo foram oficialmente empossados, nesta quarta-feira (3/04), como presidente, vice-presidente e corregedor-regional da Corte, respectivamente. A solenidade de posse da nova Mesa Diretora para o biênio 2019-2021 aconteceu no Salão do Pleno do TRF5. 

Na Seção Judiciária de Alagoas, para o próximo biênio, os juízes federais André Carvalho Monteiro e André Luís Maia Tobias Granja assumem a direção e vice-direção respectivamente.

Compuseram a mesa da posse os governadores Paulo Câmara, de Pernambuco, José Renan Vasconcelos Calheiros  Filho, de Alagoas, e Belivaldo Chagas Silva, de Sergipe; o presidente da Assembleia Estadual de Pernambuco (ALEPE), deputado estadual Eriberto Medeiros; o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador Adalberto de Oliveira Melo, e o procurador-regional da República da 5ª Região, Francisco Machado Teixeira. Também compareceram ao evento presidentes de tribunais regionais do trabalho e eleitorais, juízes federais, autoridades militares, personalidades políticas, advogados, servidores do TRF5, além de familiares e amigos dos empossados.

A cerimônia teve início com o discurso do desembargador federal Manoel Erhardt, que se despediu da Presidência da Corte saudando a nova Mesa Diretora. “Cumprimento a nova mesa diretora formada pelos eminentes desembargadores Vladimir Carvalho, Rubens Canuto e Carlos Rebêlo. São magistrados que desfrutam de elevado conceito, pela competência, seriedade e dedicação à Justiça. Sem dúvida, exercerão excelente trabalho em prol do Tribunal e da sociedade”. O magistrado ainda agradeceu à sua família pelo apoio e as contribuições à sua gestão, dadas pelos desembargadores e juízes federais, servidores e terceirizados do TRF5 e das seções judiciárias, além das demais instituições e autoridades.

Ao finalizar seu discurso, Erhardt deu posse ao desembargador Vladimir Carvalho como presidente do TRF5. Em seguida, os desembargadores Rubens Canuto e Carlos Rebêlo assinaram o Termo de Posse como vice-presidente e corregedor-regional. 

Em nome da Corte, o desembargador federal Paulo Roberto de Oliveira Lima saudou a nova Mesa Diretora. Inicialmente, o magistrado lembrou a carreira profissional do novo presidente do TRF5, o amor do magistrado pelo município de Itabaiana, sua cidade natal, sua obra literária como jurista e seu gosto por contar anedotas. “Vladimir é um juiz operoso e produtivo. Exímio conhecedor dos processos que julga. Examina pessoalmente os detalhes que cada um contém. Fui colega de Vladimir desde que chegou ao Tribunal. Integramos juntos a Terceira Turma e a Segunda Turma. Sou testemunha de que é muito fácil julgar em sua companhia”, declarou.

Paulo Roberto também elogiou a atuação do desembargador Rubens Canuto como julgador eficiente e inteligente e a experiência e a tranquilidade do desembargador Carlos Rêbelo. “O novo vice-presidente, Rubens Canuto, é um dos homens mais inteligentes que já conheci. E novo corregedor, Carlos Rêbelo, teve a indicação saudada por todos os magistrados, tamanha é a sua identificação com a classe”.

Representando o Ministério Público Federal, o procurador-regional Francisco Machado Teixeira parabenizou Manoel Erhardt por sua gestão e saudou a nova mesa diretora. “Administrar é basicamente a arte de liderar pessoas em busca de resultados. Para esta nova tarefa, será de grande valia para o desembargador federal Vladimir Souza Carvalho a sua experiência profissional, seu trato especial com as pessoas, sua sensatez e seu inquestionável zelo pelo bem público”, assegurou.

Encerrando a solenidade, o desembargador Vladimir Carvalho fez o discurso de posse como novo presidente do TRF5. O magistrado ressaltou a importância da sua família em sua vida e carreira profissionais, reafirmou seu amor  pela sua cidade natal e passou a lembrar de sua carreira como servidor público, juiz de direito, juiz federal e, por último, desembargador federal. “Só com a camisa da Justiça Federal, vivi o total de 43 anos, dos quais oito como servidor, 24 como juiz de Primeiro Grau e já 11 como integrante desta Corte. A Justiça Federal, assim, faz parte integrante de minha vida ou sou dela um apêndice”, afirmou.

Ao terminar seu discurso, Carvalho declarou que pretende dar continuidade à administração dos desembargadores que o antecederam na Presidência. “Que tudo prossiga nos caminhos percorridos pelos eminentes colegas que me antecederam na Presidência desta Casa, cujos passos, religiosamente, procurarei seguir no comando deste Tribunal, na esperança de estar pronto, nos momentos de calmaria, a conduzir a nau por mares tranquilos, e de me encontrar preparado, nos instantes de turbulência, a encarar o céu cinzento e, de cabeça erguida, ‘levantar o braço forte e o raio matar na mão!’, no feliz poema de Tobias Barreto de Menezes”.

 

 

Autor: Divisão de Comunicação Social do TRF5 - comunicacaosocial@trf5.jus.br