Sexta-feira, 11 de maio de 2018 14:45

Dependências da Justiça Federal em Alagoas terão obras de artistas locais

INCENTIVO À CULTURA E ARTE

 

Com a finalidade de divulgar a arte urbana e contemporânea local, a Justiça Federal em Alagoas disponibilizou alguns espaços de suas dependências para a divulgação das obras artísticas do grupo Cidade & Signos, formado por estudantes, professoras mestras e doutoras da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). O início das pinturas dos painéis vai ser nesta quinta-feira (10) e se estende até o final de maio.

Durante a exposição Cidade & Signos, que ocorreu em fevereiro, na Pinacoteca Universitária da UFAL, o Diretor do Foro, juiz federal Raimundo Campos, oficializou o convite para o grupo pintar alguns painéis na entrada da Justiça Federal em Alagoas, nos espaços que surgiram pelas obras de reforma do prédio-sede.  “É importante divulgarmos os trabalhos desses artistas, até porque a arte é a manifestação de tudo que vemos e vivemos. Não podemos nos interagir no mundo sem conviver com algum tipo de representação artística ou cultural e esse apoio que ora damos aos artistas locais atende a função social da Justiça Federal", salientou o magistrado.

A Professora da UFAL Anna Maria Vieira, juntamente com o grupo Cidade & Signos, realizou visitas às dependências da JFAL e passou referências, sugestões e conceitos a serem trabalhados nos murais. “Após as visitas e a definição da temática, o grupo realizou diversos encontros e estudos individuais para levantar ideias, que serão expostas nos três painéis da entrada da JFAL,” explicou a professora.

Segundo a estudante universitária e integrante do grupo, Yara Barbosa, um dos painéis que serão pintados faz referência à imagem da Deusa da Justiça. Outra ideia foi de abordar figuras que representem a paz, já que uma das missões da instituição é a de ser reconhecida pela sociedade como instrumento efetivo de justiça, equidade e paz social.

O terceiro painel aborda as edificações por onde a Justiça Federal em Alagoas teve sede, intitulada de Mapa da Justiça.

O jornalista, arquiteto e atual secretário de Comunicação Social do Governo do Estado, Ênio Lins, ao saber do projeto, parabenizou a direção do Foro da Justiça Federal em Alagoas pela iniciativa de ceder espaço para que os artistas urbanos e contemporâneos executem suas artes e trabalhem suas obras.

“É uma demonstração de como a Justiça está integrada com os movimentos contemporâneos, está aberta para arte e desprovida de preconceitos. A participação da UFAL nesse processo foi muito importante, pois garantiu que isso tivesse uma abrangência acadêmica. E, nós, da Comunicação do governo do Estado de Alagoas, nos orgulhamos de ter intermediado essa ação,” finalizou Ênio Lins.

 

ASCOM