Quinta-feira, 11 de maio de 2017 16:35

JFAL abre processo seletivo para conciliadores dos Juizados Especiais

     A Justiça Federal em Alagoas (JFAL) abre inscrições, de 15/05/2017 a 31/05/2017, para o processo seletivo destinado ao cadastro de reserva, para conciliadores dos Juizados Especiais Federais (JEFs), sediados na capital. As inscrições serão feitas diretamente na Seção de Treinamento e Desenvolvimento, na sede da Justiça Federal – Av. Menino Marcelo, s/n, Serraria, Maceió/AL, das 9h às 18h.

      São admitidos a participar da seleção bacharéis em Direito e estudantes devidamente matriculados no curso de Direito de quaisquer faculdades sediadas no município de Maceió, devendo estes últimos, quando da inscrição na seleção, comprovar que se encontram regularmente matriculados no mínimo no 5º período ou 3º ano do curso. A seleção dar-se-á mediante elaboração de dissertação sobre tema de conhecimento geral - com a finalidade de aferir o domínio da língua culta - e entrevista pessoal dos candidatos.

     No dia da dissertação, os candidatos deverão comparecer à sede da JFAL portando prancheta e caneta esferográfica de cor azul ou preta. As inscrições serão válidas por um ano, prorrogáveis por igual período, a critério dos juízes titulares dos Juizados Especiais Federais. O resultado será divulgado por meio do site www.jfal.jus.br.

     A mera habilitação não assegurará ao candidato direito subjetivo à nomeação. Os candidatos classificados comporão a reserva técnica de conciliadores da Justiça Federal, podendo, na vigência da seleção, ser convocados para assumirem suas funções em quaisquer dos Juizados Federais Especiais da capital.

 Função de conciliador

     A função de conciliador, na condição de auxiliar do juízo, não é remunerada e o vínculo terá duração de dois anos, admitida a recondução. A atividade de conciliador será exercida gratuitamente, sem qualquer vínculo funcional, empregatício, contratual ou afim, vedada qualquer espécie de remuneração ou ajuda de custo, sendo, contudo, assegurados os direitos, prerrogativas e deveres previstos em lei.

     A função de conciliador é considerada como atividade jurídica, para fins de provimento de cargos na magistratura e no Ministério Público, nos termos da Resolução nº 75, de 12 de Maio de 2009, do Conselho Nacional de Justiça, e da Resolução nº 40, de 26 de Maio de 2009, do Conselho Nacional do Ministério Público.

     Os candidatos selecionados deverão iniciar suas funções após firmarem Termo de Adesão e Compromisso e estarão sujeitos a uma carga horária semanal mínima de oito horas, sendo dever do conciliador permanecer na unidade até o encerramento da pauta de audiência que lhe cabe, bem como comunicar previamente as ausências.

 

Calendário

Período de inscrição (gratuita): 15/05/2017 a 31/05/2017, das 9h às 18h.

Elaboração de Dissertação: 12/06/2017, das 9h às 11h (segunda-feira).

Entrevista pessoal: 23/06/2017, a partir das 9 horas. Local: Justiça Federal – Av. Menino Marcelo, s/n, Serraria, Maceió/AL.

Informações complementares: Telefones 2122-4266/4373/1456/4205, das 9h às 18h.

Anexos